Qua, 23 de Maio de 2018
Banner
NewsLetter

    confira-videos

      icon-twitter icon-facebook icon-Gmais 

Causas e sintomas das otites que podem ocasionar diversos problemas auditivos em crianças e adultos

hits: 14831
por Kendra Chihaya
Dom, 20 de Janeiro de 2013 23:29
PDF Imprimir E-mail

Muito comum no verão, as infecções de ouvido  frequentes são a causa de diversos problemas entre eles o DPAC e a perda auditiva neurossensorial 


Infant-Ear-InfectionO que parece um simples resfriado pode ser uma infecção de ouvido, a razão mais comum para a perda auditiva temporária em crianças. Profissionais de saúde estimam que 03 a cada 04 crianças terão no mínimo uma infecção de ouvido até o primeiro ano de vida e que até os 03 anos de idade 40% já terão mais do que três episódios.

 

Também conhecida como otite, a infecção de ouvido ocorre quando, bactérias ou vírus, entram no conduto auditivo. Isto pode ocorrer durante resfriados, sinusites, infecções de garganta ou quadros alérgicos (rinite). Médicos também alertam para o fato de que a água, o leite materno, tinta de cabelo e outros líquidos ao entrar no ouvido mantém o canal auditivo úmido proporcionando a proliferação de bactérias.

 

Quando a infecção afeta apenas o canal auditivo é chamada de otite externa. Quando proporciona um acúmulo de muco (pus) atrás da membrana timpânica é chamada de otite média. Em ambos os casos a otite causa muita dor e febre seguidos de infecção respiratória, muito parecido com um quadro gripal.

 

infootite


2012 0320 earInfectionUm sinal de que há infecção no ouvido é a visualização de uma secreção escura ou amarelada, se a mesma tiver sangue deve-se procurar um médico imediatamente. Em casos extremos a otite também pode causar perda auditiva, náuseas, vômitos e vertigens.

Muito comum no verão, quando os banhos e mergulhos no mar e piscinas são mais frequentes, facilitando a entrada de água no ouvido. O calor e a transpiração também favorecem que a umidade permaneça por longos períodos no canal auditivo. Por isso, que se indica o uso de "tampões" para evitar que a água entre no ouvido durante as atividades aquáticas.

Manter o ouvido sempre seco, evitar empurrar a cera dentro do ouvido com "hastes flexíveis" (elas servem apenas para limpar a parte externa e não devem ser introduzidas no canal auditivo que tem cerca de 3 cm) e cuidar para que não entre líquidos no ouvido também é recomendado para evitar otites.

Observar os sintomas, entender as causas, e evitar as infecções são de extrema importância. De acordo com diversas pesquisas as otites frequentes durante os primeiros anos de vida estão relacionados com problemas auditivos como: Distúrbio do Processamento Auditivo Central - DPAC, perda auditiva súbita, zumbido e perda auditiva neurossensorial.

 infootite1

Causas da Otite

- Infecções Bacterianas e Virais que migram para o canal auditivo e ouvido médio

- Processos Alérgicos que trancam as vias respiratórias facilitando a passagem de líquido para a garganta e o ouvido médio

- Entrada de água, leite materno, tinta de cabelo no ouvido

- Piercing na cartilagem da orelha

 

Sintomas da Otite

Em Crianças:

- Febre igual ou superior a 38ºC;

- Dificuldade para dormir;

- Chorando mais que o habitual;

- Mexendo ou puxando muito a orelha;

- Inchaço e ou vermelhidão no ouvido

- Perda do apetite;

- Dificuldade para responder à estímulos sonoros;

- Diarreia.

 

Em Adultos:

- Dor de Cabeça;

- Febre igual ou superior a 38ºC;

- Coceira, o inchaço e dor de ouvido;

- Diminuição na audição / Zumbido;

- Garganta inflamada

Sempre consultar um médico se os sintomas durarem mais que 24 horas e ou se observar uma secreção de cor amarelada escura e ou com sangue dos ouvidos.

 

Evitando Otites

- Prevenir resfriados ou outras doenças (ensine seu filho a lavar as mãos com frequência e cuidadosamente, ensine o seu filho a não compartilhar utensílios de comer e beber. Se possível, limite o tempo que seu filho passa dentro de piscinas ou em banhos de mar);

- Amamentar ou dar mamadeira para o bebê com a cabeça voltada para baixo ou em posição vertical;

- Conversar com o seu médico sobre as vacinas apropriadas para seu filhos para evitar gripes e outras infecções bacterianas, principalmente as pneumocócicas;

- Proteger a cabeça e os ouvidos em dias frios;

- Utilizar tampões em atividades aquáticas;

- Secar bem o canal auditivo, evitando que o conduto fique úmido;

- Não empurrar a "cera" dentro do ouvido com "hastes flexíveis".

 

 

Fonte: National Institute on Deafness and Other Communication Disorders. Otitis Media (Ear Infection). 

 

Leia Mais:

Vitamina A pode prevenir perda auditiva

Triagem continua sendo a melhor prevenção para doenças auditivas

Médica orienta sobre o que fazer em caso de dor de ouvido e como evitá-la

Otites frequentes durante os primeiros anos de vida estão geralmente associados ao Déficit do Processamento Auditivo Central - DPAC