Sáb, 21 de Julho de 2018
Banner
NewsLetter

    confira-videos

      icon-twitter icon-facebook icon-Gmais 

Vitamina A pode prevenir perda auditiva

hits: 5091
por Kendra Chihaya
Dom, 02 de Setembro de 2012 22:36
PDF Imprimir E-mail

Estudos mostram que uma boa alimentação nas diversas  fases da vida com a ingestão balanceada de vitamina A contribui para uma boa saúde auditiva


Diversos estudos publicados no mundo já relacionam a boa nutrição e a ingestão balanceada de vitaminas com uma boa saúde auditiva. Porém pesquisas recentes realizadas no Nepal e Japão têm sugerido que a Vitamina A é fundamental para a preservação da audição.

 


As análises estatísticas dos estudos apontam para os efeitos protetores da vitamina A, contra perda de audição, onde o efeito aumenta com a dose de vitamina A ingerida, principalmente, por meio da alimentação equilibrada.

 


Encontrada em uma grande gama de alimentos de diversas origens como leite, fígado, ovos, peixes (sardinha, salmão, bacalhau, cavala, atum), abacate, brócolis, espinafre, acelga, cenoura, abóbora, mamão, maçã, pêssego, manga entre outros. A vitamina A, transformada no corpo humano em ácido retinóico, é um nutriente conhecido por vários  efeitos protetores sobre o sistema imunológico.

 

Além de estimular os mecanismos de defesa do organismo, a vitamina A, mantém a integridade e proteção das células, atuando como potente antioxidante, combatendo os radicais livres.

 

 

Sobre os estudos

O estudo japonês conduzido com 762 pessoas acima de 65 anos, avaliou a alimentação, a audição e a concentração de vitamina A no cerúmen dos candidatos. Quanto mais elevada a concentração de vitamina A no cerúmen, combinada com uma boa nutrição, menor a incidência de perda auditiva. Esta conclusão foi possível, visto que somente 5% dos participantes consumiam suplementos vitamínicos. O que significa dizer que sob a forma de alimentação diária, a vitamina é melhor processada obtendo-se um melhor resultado no organismo.

 

Já no Nepal, os pesquisadores avaliaram o efeito de uma dose elevada de A, tanto por meio de suplementação vitamínica, como por alimentos com vitamina A, em crianças de idade pré-escolar e adolescentes, entre 5 a 15 anos, com alto risco de desenvolvimento de problemas auditivos. Visto que, a infecção no ouvido médio, otite média crônica, é responsável pela maioria dos casos de perda auditiva em crianças que vivem estado de pobreza no Sudoeste Asiático; e; a deficiência nutricional aumenta as chances de infecções no ouvido.

 

Os resultados apontaram uma redução de 42% de desenvolvimento de perda auditiva, por meio de otites, após a administração da suplementação alimentar. Demonstrando a proteção conferida pela vitamina A contra a deficiência auditiva de provável origem infecciosa.

 

Segundo os pesquisadores, ao regular os mecanismos de defesa do organismo, por meio de ingestão ou suplementação de vitamina A, se reduz a gravidade e as frequências de infecções no ouvido médio.

 


Fonte: Audio Infos, 51, 2010 & BMJ 2012; 344 doi: 10.1136


 

 

 

Leia Mais:

 

Um entre cada seis adolescentes tem tendência a perda auditiva precoce

Coma vegetais para uma boa saúde auditiva

Um problema real o DPAC é um transtorno que atinge 7% das crianças em idade escolar

Coma batatas fritas e perca a sua audição

Pesquisa realizada pela UNICAMP revela que 29% das crianças até 5 anos se queixam de problemas auditivos